Empresa quer promover o conceito do ‘work anywhere’ fortalecendo seu posicionamento como fornecedora de software


Um ano depois de ter mudado de Siemens Enterprise Communications para Unify, a empresa começa a colher os bons frutos da reformulação da marca. No Brasil, os desafios da companhia em relação à mudança ainda incluem alterar a visão de uma organização de hardware para software e levar para o mercado soluções que contribuam para aprimorar a produtividade e garantir mais mobilidade.

“Queremos eliminar a necessidade de empresas pensarem em tecnologia e dar a elas mais oportunidades de serem produtivas. Por isso, mobilidade é parte vital da nossa estratégia”, explica Bill Hurley, CMO da Unify. “Buscamos promover o conceito de ‘work anywhere’ e o discurso envolve muito mais software do que hardware”, completa.

O executivo lembra que o mundo atual é móvel e por isso a urgência de garantir negócios mais inteligentes e produtivos. Pesquisa recente da Unify endossa a questão. O estudo ouviu mais de 800 profissionais de diversas áreas em todo o mundo e concluiu que 43% dos funcionários preferem ter um modelo flexível de trabalho em vez de aumento salarial. A tendência é irreversível e os departamentos de tecnologia da informação (TI) não devem fechar os olhos para o cenário. 

Hurley lembra que o Brasil é exemplo do fortalecimento da mobilidade. Em agosto, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) o País registrou 277,41 milhões de linhas ativas na telefonia móvel e teledensidade de 136,70 acessos por cem habitantes. Além da quantidade de linhas ativas, o País é altamente jovem e alinhado às tendências do mercado, diz o executivo. 

O cenário é favorável para a estratégia da Unify. “Hoje, o Brasil representa 70% dos nossos negócios na América Latina e esse número só cresce”, afirma. Segundo ele, cinco indústrias estão na mira da empresa: educação, setor público, saúde, serviços financeiros e indústria automotiva/manufatura.

Reforço do canal
Para levar as soluções Unify para empresas de todos os portes e segmentos de atuação, a fabricante está reforçando sua aposta nos parceiros com um novo programa de canais, que somam mais de 3,5 mil integrantes. 

O objetivo é aumentar as oportunidades para parceiros globais, com seu portfólio de soluções de Comunicação Unificada (UC). O novo programa, em linha com o posicionamento da companhia focado em softwares e serviços, recompensa parceiros pela experiência e especialização, ajudando-os a gerar fluxos maiores de receita e a elevar os níveis de satisfação dos clientes. “Temos uma estratégia agressiva para o canal”, diz Hurley. 

Outra iniciativa que busca contribuir para a iniciativa é a contratação de Reinaldo Ópice, que assumiu recentemente a área justamente com o objetivo de impulsionar as oportunidades de vendas indiretas.